domingo, outubro 14, 2012

"Amigo aprendiz": mais um apócrifo de Pessoa...










Recentemente saiu esta notícia, de que um fado baseado num poema de Pessoa estava reconhecido como sendo uma das baladas do ano. 

Na verdade o poema "Amigo aprendiz" não é de Fernando Pessoa... Temos pena que se prolonguem estes enganos (e esperava-se que o cantor - Rodrigo Costa Félix pesquisasse devidamente as fontes dos seus temas), mas fazemos a nossa parte ao tentar corrigi-los.

Este é o "poema" em questão: 

Quero ser o teu amigo. 
Nem demais e nem de menos. 
Nem tão longe e nem tão perto. 
Na medida mais precisa que eu puder. 
Mas amar-te sem medida e ficar na tua vida, 
Da maneira mais discreta que eu souber. 
Sem tirar-te a liberdade, sem jamais te sufocar. 
Sem forçar tua vontade. 
Sem falar, quando for hora de calar. 
E sem calar, quando for hora de falar. 
Nem ausente, nem presente por demais. 
Simplesmente, calmamente, ser-te paz. 
É bonito ser amigo, mas confesso: é tão difícil aprender! 
E por isso eu te suplico paciência. 
Vou encher este teu rosto de lembranças, 
Dá-me tempo de acertar nossas distâncias



Update: Rodrigo Félix contactou-nos e confirmou que realmente se tratou de um engano, não intencional e que o pretende corrigir. Ficamos felizes por este facto.