sexta-feira, julho 02, 2010

"A Biblioteca Particular de Fernando Pessoa" - Uma Apreciação Crítica


Devo dizer - como início de análise - que vi com alguma desconfiança o primeiro exemplar de "A Biblioteca Particular de Fernando Pessoa" em exposição numa livraria. Claro que houve a imediata curiosidade de investigar do que se tratava, mas ao folhear algumas páginas a minha primeira percepção foi a de que este livro nada iria acrescentar à minha própria (e modesta) biblioteca particular sobre Pessoa.

Nas minhas visitas seguintas a livrarias, folhei por diversas vezes o volume, tentando convencer-me a comprá-lo, mas saí sempre com a mesma resposta: é basicamente uma recolha de digitalizações das capas dos livros que o Pessoa tinha na biblioteca! Afinal essa lista já existia online no meu próprio site, o que me dava ainda menos vontade de desembolsar perto de 50€ pelo volume, para servir meramente de "peça de exposição".

No entanto, e mais por descargo de consciência do que outra coisa, decidi adquiri-lo (dada também, confesso, a dificuldade de obter um volume gratuito do editor). E levado o volume para casa pude, mais a longo investigá-lo (e lê-lo).

Pude desde logo ver que não se tratava de uma mera enumeração de imagens de capas. Há um belíssimo estudo introdutório que explora a questão de Pessoa enquanto leitor, e é-nos dada uma visão muito interessante para esse universo de influências sobre o grande poeta e prosador. Que livros ele tinha, como os tratava, como e quando os vendeu e os comprou, alguns dos volumes já perdidos mas essenciais à sua formação enquanto escritor (como os Pickwick Papers), etc...

Além de ser um belíssimo objecto de arte, este volume I da "Biblioteca Particular" tem uma grande valia científica por si próprio. Além do mais, ter a listagem das obras digitalizadas por capa transforma este livro numa obra de referência de muito fácil e rápida consulta pelos especialistas ou meros curiosos. Embora não nos revele, porque seria impossível, toda a marginália que Pessoa produziu (isso ficará reservado para Setembro quando na secção em desenvolvimento do site da Casa Fernando Pessoa as digitalizações dos livros estiveram acessíveis), dá-nos um vislumbre para alguma marginália de grande interesse e reafirma a importância destes apontamentos, e de Pessoa enquanto leitor.

Em conclusão tenho de confessar que mudei completamente de opinião quanto a este livro, desde o momento em que primeiro o folheei e agora que já o tenho em minha posse. Passou entretanto de uma aparente edição dispensável para uma importante adição à minha própria biblioteca particular. Espero que os restantes dois volumes (dedicados aos items pessoais e às obras de arte da Casa Fernando Pessoa) possam ter este mesmo efeito.

O livro está já disponível para venda online aqui (para os aderentes Fnac o volume fica em 45€).