quarta-feira, novembro 04, 2009

Exposição "Oscillogrammes" em Budapeste



Dentro da exposição "Oscillogrammes", o artista húngaro Gyula Július mostra fotografias tiradas aquando da sua passagem por Portugal e fá-las acompanhar de poemas de Fernando Pessoa e outros objectos relevantes. A homenagem vai mais longe, visto que o artista plástico compôs um heterónimo fotógrafo-dermatologista, e foi este "personagem" que efectuou todas as fotografias que podemos ver expostas.
Até 28 de Novembro na Galeria 2b, em Budapeste, Hungria.

Eis uma pequena descrição desta exposição:


"His work exhibited at the 2B Gallery is associated with a photo series made a few years ago in Portugal, using Fernando Pessoa’s method to create a heteronomous: Július changed into a dermatologistphotographer. In order to recover from an illness, a patient or his or her relatives go to a shrine to offer an ex voto of the sick member of the body made from wax. The installation »Bite to Byte« associated with the photos is querying the methods of the medical examinations, when the sick body and its personal identity are replaced by a mediatized image. Are the lab results, X-ray images, oscillograms, etc. adequate to make a holistic diagnosis?"